segues-me? ♥
Batimentos do Coração ♥
Expresiones
Amor Imperfeito"Espanha"19#
7.1.12 | 16:28 | 80 Batimento[s]
Quando Andreia, vê o Afonso tenta mesmo separar – se do Rodrigo.
Afonso : Vinha aqui, entregar – te o telemóvel e tu fazes me isso, chego aqui e encontro te aos beijos com esse?
Andreia : Deixa – me explicar por favor!
Afonso: Achas? Ainda a umas horas atrás dizias que me amavas e é isto? Encontro – te com ele? Quando tu mesma dizes – te que já não sentias nada por ele!
Andreia: Foi ele que me beijou, Afonso! Eu não consegui, impedi – lo.
Afonso sai do quarto com lágrimas dos olhos, e começa a correr quando vê que Andreia vinha atrás.
Afonso : Deixa – me em paz!
Andreia: Não, és capaz de perceber que foi ele que me beijou?
Afonso: Xau Andreia, sabes que odeio pessoas falsas, e que dizem uma coisa e no minuto a seguir estão a fazer outra!
Andreia caiu no chão e desatou a chorar
Andreia: Afonsoooooooooooooo! :c
Afonso, foi – se embora chegou a casa pegou nas malas e começou a meter tudo lá para dentro, e dirigiu- se ao carro e seguiu a sua viagem! Sim? é o que estão a pensar ele voltou para o estrangeiro.
Andreia ainda voltou ao hospital novamente, o que lhe apetecia mais era dar um estalo a Rodrigo, só não o deu porque no estado físico e psicológico como estava Rodrigo não seria muito bom, Rodrigo ainda tinha hipóteses de sobreviver.
Andreia mais tarde voltou para casa com o pai, falou com a irmã e a irmã compreendeu e apoiou – a mas também percebeu o lado de Afonso, e aconselhou a irmã ir falar com ele.
Andreia foi a casa de Bruna, Bruna mal abriu a porta fechou – a novamente, Andreia magoou a amiga ao fazer aquilo ao irmão, mas nem Andreia conseguiu explicar a Bruna, não teve hipóteses.
Andreia, estando noite ou não dirigiu – se á praia, decidiu ligar ao melhor amigo que estava lá pra tudo, sempre que ela precisasse.
Andreia: Alexandre, podes vir ter comigo á praia?
Alexandre: Que se passa, minha linda? Parece que estás a chorar. E sim posso, já ai vou ter.
Andreia: Conto – te tudo quando aqui estiveres.
Andreia desligou a chamada, passando uns minutos Alexandre lá estava, deu um abraço muito grande a Andreia.
Alexandre: Oh princesa, que se passa?
Andreia contou tudo ao melhor amigo
Andreia: ó melhor amigo ele não percebe, tu mais do que ninguém sabes bem que eu amo, a ele, a ele e só a ele, eu sinto ódio e raiva pelo Rodrigo, tu sabes. Mas isso tudo, não me impediu de ficar com pena dele, e ficar triste por estar quase a morrer porque eu sei o que é perder uma pessoa importante na nossa vida.
Alexandre: Eu sei melhor amiga. Mas já tentas – te falar com ele?
Andreia: Já ele não atende as chamadas, e fui a casa dele e a Bruna fechou – me, a porta na cara, aquele Rodrigo não vai descansar enquanto não me vir infeliz.
Alexandre: Mas afinal ele está a recuperar ou não?
Andreia: Se queres que te diga não sei mas nem me interessa, porque sinceramente eu estou assim e é inteiramente por culpa dele.
Alexandre: Pois, mas não te vais deixar ir a baixo porque ele quer é mesmo isso, e não lhe deias esse prazer. Tenta falar com o Afonso, e tenta resolver as coisas. Não gosto de te ver assim.
Alexandre abraça-a.
Andreia: Obrigado, melhor amigo. Amo – te!
Alexandre: Vá agora eu vou – te levar a casa que está a ficar tarde.
Andreia: Tu mandas.( e sorriu)
Quando chegaram a casa, Alexandre despediu – se dela e Andreia foi para dentro, pro quatro e Alexandre foi embora. Em casa de Andreia, já todos dormiam.
Andreia tentou novamente ligar a Afonso, só que desta vez a chamada foi bem-sucedida, ele atendeu.
Afonso: Que queres? Importas – me de deixar em paz?
Andreia: Onde estás?
Afonso: Importa – te? Não te importas- te quando beijas – te o outro.
Andreia: Ouhhhhh! É assim? Tu decidis- te, tu queres mesmo concretizar o sonho dele, que é ver- nos separados e bem longe um do outro.
Afonso: A verdade é que KM, já nos separam!
Andreia: ahm?
Afonso: Sim, eu já estou em Espanha e não tenciono ir tão cedo a Portugal.
Andreia: Estás a gozar? Se me amasses assim tanto, não te separavas assim de mim. E a verdade é que a Bruna, já não me fala. Quando foi o outro estupido, que me beijou. Se me amasses de verdade, sabias que eu te amo! Achas que beijo todos os rapazes? Achas, achas que todos me levam ao “ ceu “, lembras – te do nosso momento especial? Achas que o repetia com mais alguém? Achas? Tu lá sabes, mas podes ir até para outro lado do mundo eu vou continuar – te a amar! Porque se há coisa que eu não admito é a “Distância” magoar o meu coração! Agora a decisão é tua, uma coisa é certa eu não vou deixar aquele parvalhão estragar o nosso futuro! Sim o nosso futuro, porque se á coisa que nos distingue é queremos sempre mais, e amarmo – nos sempre cada vez mais, e por isso eu casava contigo já neste momento neste segundo, porque nunca amei ninguém como amo a ti, percebe isso! Nem com tudo o que passamos, não acreditas em mim, não acreditas que foi o outro? Agora nem quero saber se ele está bem ou não, porque ele quer a minha infelicidade, e se me amasse aceitava, e tentava esquecer – me porque o que ele sente por mim é OBSESSÃO e não amor! Agora tu lá sabes, eu vou dormir, foi um dia cansativo e “ pesado” pra mim. Dorme bem , amo – te.
Afonso: Espera…
Andreia desligou.
A verdade é que Afonso enquanto ela disse aquilo tudo, não paravam de cair lágrimas. De verdade é que Afonso, já ia pegar no carro para voltar a Portugal e largar tudo por ela. Mas algo aconteceu...

Continua (:

Etiquetas:


← Antigo | Novo →
Bem vindo ao meu mundo ♥
Espero que gostes, dá sempre a tua opinião é me essencial!
Se gostares, segue o meu coração ♥
no meu coração
Falem aqui, sem medos*
Susana Meireles*