segues-me? ♥
Batimentos do Coração ♥
Expresiones
Amor Imperfeito " Pai " 20#
11.2.12 | 16:46 | 33 Batimento[s]


Mal ele chegou a Portugal, correu tudo por ela e mais alguma coisa, mas nada. Ela já não estava em Portugal, não dava sinal de vida, não dizia nada, o telemóvel estava desligado.
Já estava a entrar em desespero, quando o telemóvel toca.
Afonso: Sim?
Andreia: Onde é que tu estás?
Afonso: Isso te pergunto eu?
Andreia: Num sitio, onde tu devias estar?
Afonso: Onde?
Andreia: Eu vim atrás de ti, e tu não estás aqui.
Afonso: E Eu vim atrás de ti, e a menina não está aqui.
Andreia: Onde estás?
Afonso: No lugar que me pertence, que é no teu coração.
Andreia: Eu estou em Espanha, já viste o que eu faço por ti?
Afonso: Amo – te :$
Andreia: E eu a ti, e agora eu vou masé pra aí. Já te quero beijar, abraçar e tudo mais.
Afonso: Me too:$
Andreia: Onde nos encontramos?
Afonso: Em tua casa.
Passando umas horas, ela chega. Abraça – o, beija – o.
Andreia: Amo – te, nunca mais me quero zangar contigo, senão morro.
Afonso: Não vivo sem ti.
Andreia: Nem eu sem ti. Vamos entrar.
Quando entraram , nada de sinal de pai, de irmã. Acabaram por ir parar ao quarto, os dois agarradinhos, deitados na cama, quando toca o telemóvel.
Hospital: É a filha , do Sr.Bernardo?
Andreia: Sim sou, porque?
Hospital: O seu pai está em coma, teve um acidente e corre risco de morrer. 
Andreia: O que?
Desligou o telemóvel, mandou sms á irmã. E dirigiu – se ao hospital com Afonso. Estava em estado de pânico, só queria ver o pai, mas nas condições em que ele se encontrava, nada o permitia.
Andreia, não parava de chorar, tinha um medo enorme de vir a perder o pai, já não bastava ter perdido a mãe. Andreia, via o seu destino a ficar escuro, e sem rumo. Sabe que se o pai morresse, teria que ter uma vida muito mais complicada do que até agora, mas quem sabe se ele ficar com algum problema grave, seria ainda pior.
Leonor veio directamente também para o hospital, com o namorado. É verdade o relacionamento ainda continuava, activo e com um amor mais forte que nunca. Rodrigo já tinha recuperado e já estava bem, logo menos um problema para ocupar a cabeça de Andreia.
Passou a manha, a tarde, a noite e nada, Andreia não queria ir para casa mas Afonso lá a convenceu, foram os quatro para casa.
Afonso, foi ter com Andreia ao quarto para a chamar.
Afonso: Anda comer alguma coisa.
Andreia: Não tenho fome, Afonso. Deixa – me em paz , deixa – me.
E atirou a almofada contra ele.
Andreia: Saiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiii!
Andreia desatou a chorar, estava mais preocupada com o pai do que com qualquer coisa, que nem percebia que Afonso estava preocupado com ela.
Leonor: A minha irmã?
Afonso: Expulsou – me do quarto, ainda mal fizemos as pazes e ela já esta a fazer esta merda, eu não tenho culpa asério que não. Começo cada vez a achar mais que nós não vamos dar certo. Vou até casa, preciso de me distrair.
Leonor: Dá – lhe espaço e tempo.
Afonso: Quando ela sentir a minha falta que mande sms. Bye.
Despediu – se do casal e foi para casa.
É normal, que nem ele estivesse bem com aquela situação, e recorreu á irmã. Desabafar com ela, fez – lhe bem.
De repente ouve um barulho.
[ Mariana acaba de iniciar sessão ]
Mariana, era uma rapariga que ele tinha conhecido na net, já á bastante tempo mas nunca falou muito com ela. Ela era simpática e tal, mas não acreditava, no amor por “ distancia”.
Ele amava Andreia, e não lhe interessava nada mais. Mas nem que a prepósito, Mariana passando minutos mandou – lhe “ Olá lindo (: “
Afonso, não sabia se responder ou não , até que…..

continua (:

Etiquetas:


← Antigo | Novo →
Bem vindo ao meu mundo ♥
Espero que gostes, dá sempre a tua opinião é me essencial!
Se gostares, segue o meu coração ♥
no meu coração
Falem aqui, sem medos*
Susana Meireles*